Inspiração: Iluminação

Bom dia!!

Sou apaixonada por lustres!
Pensando nisso o post de hoje é para inspirar e mostrar que uma decoração muda de cara com uma bela iluminação.

Para quem não sabe os lustres surgiram no fim do século XVII e eram geralmente feitos com placas de latão, quartzo e espelhos, pois o vidro era muito frágil para ser cortado e moldado. Mas em 1676, o vidreiro inglês George Ravenscroft, descobriu que ao adicionar óxido de chumbo à composição do vidro, ele se tornava mais fácil de cortar e de alta refração de luz. Com sua descoberta, os lustres de cristal começaram a serem feitos na cidade de Murano na Itália, no século XVIII. Daniel Swarovski criou máquinas específicas para o corte dos cristais e aperfeiçoou a pureza do vidro para um estado de brilho impecável.



Durante o século XVIII, o rei da França, Luís XIV, decidiu construir o Palácio de Versalhes, e para acompanhar sua estrutura grandiosa, os lustres de gotas de cristal foram criados para iluminar suas grandes salas. Hoje estes lustres de cristal são um item decorativo desejado por milhares de pessoas ao redor do mundo.
E qual a diferença entre lustre e pendente?

Lustre
É um tipo de luminária composto por vários braços que se unem em uma estrutura central, formando um candelabro. É uma peça extremamente decorativa, cuja iluminação não é muito funcional e é mais usada para dar requinte e dramaticidade aos ambientes.
PendenteDiferente do lustre, é uma peça sem braços e que pode receber lâmpadas para tornar a iluminação mais funcional (por exemplo, em bancadas de refeições). Disponível em vários tamanhos e modelos, os pendentes podem ser usados em vários ambientes e há versões desde os mais simples até os mais requintados. Tanto no pendente quanto no lustre o soquete que recebe a lâmpada fica bem abaixo do teto, para criar o efeito diferenciado.

Para inspirar:


E vocês gostam mais de lustres ou pendentes?

Beijos

4 comentários: